Prazeres da Mesa

COMUNHÃO COM A NATUREZA

“O.ORG é um restaurante filosófico. Servimos ali muito mais do que um prato de comida, mas um estilo de vida! É como uma escola.” É assim que a chef Tati Lund define sua casa e seu estilo. Muito antes dessa onda mais vegana que atinge a sociedade, a chef já surfava nela, tendo sido uma das pioneiras em fazer uma culinária cheia de sabor, sem o uso de produtos de origem animal. “Transformamos o prato em um novo modelo de educação, aquele que honra a natureza e valoriza a colaboração. Ensinamos na prática como é possível alimentar-se pensando na sociedade e no planeta de um jeito muito gostoso”, define Tati. “Quando preparo uma refeição, observo o todo, honro a terra e valorizo a biodiversidade. Meu propósito é criar consciência, inspirar a transformação e conectar as pessoas com a natureza por meio de um bom prato de comida.”

Sua casa e seu trabalho estão completando dez anos, uma trajetória bonita e que agrega muito valor. Muito mais que dividir, ela sabe que todos podem conviver harmonicamente à mesa, celebrando e se respeitando. Ela conversou com Ricardo Castilho, diretor editorial de Prazeres

You’re reading a preview, subscribe to read more.

More from Prazeres da Mesa

Prazeres da Mesa2 min read
Sabor Local Na Pontinha Do Brasil
Natural de Pelotas, Márcio Ávila iniciou sua exposição no Mesa Ao Vivo RS lembrando o passado. Segundo o chef, há 20 anos, quando começara a carreira, a forma que tinha de obter informação e descobrir novidades sobre gastronomia era esperando a ediçã
Prazeres da Mesa1 min read
Erva-mate Da Boa
A pesquisadora carioca Ariana Maia subiu ao palco do auditório da Casa de Cultura Mário Quintana para compartilhar ideias sobre a importância da valorização da origem dos alimentos na gastronomia. Mais especificamente da erva-mate, que, segundo ela,
Prazeres da Mesa2 min read
Enocultura/o Potencial Da Malbec E Suas Facetas
Embora a Malbec tenha alcançado sucesso em Bordeaux, representando até 60% do corte dos vinhos na classificação de 1855, sua visibilidade diminuiu após a filoxera e as geadas devastadoras de 1956. Na Argentina, a Malbec encontrou um lar mais acolhedo

Related Books & Audiobooks